Estevam Jacques de Sá

Estevam Jacques de Sá


estevan2Meu nome e Estevam Jacques de Sá, moro em Bauru/SP – 
Comecei a jogar futebol e a disputar campeonatos em São Paulo com 12 anos de idade, fui aperfeiçoando, vencendo as dificuldades até conseguir a fazer parte da categoria de base do Noroeste de Bauru. Disputei o campeonato paulista pelo Noroeste, chegamos em 5.º lugar naquela competição.  Na ocasião, eu tinha 15 anos, era infantil. Depois disso, dando sequência na tentativa por uma carreira vitoriosa no futebol, tive o privilégio de ir para vários outros clubes, Londrina Esporte Clube, Comercial de Tietê, Tigres do Rio de Janeiro, e vários outros.  Mas o futebol é mesmo difícil, além da competência, as vezes é preciso de alguém que tenha contatos para podemos realizar nossos sonhos. Minha família sempre me apoio em todas as circunstancias, até que em 2009 fui para o Américo Brasiliense, uma equipe modesta, mas que me deu a oportunidade de assinar um contrato como profissional. Foi uma alegria imensa, não só minha, mas de toda a minha família, era um sonho que se iniciava a fim de proporcionar um final feliz.Mas após 9 meses dessa conquista, um obstáculo surgiu em meu caminho, um obstáculo grande demais para que eu pudesse superar sozinho, minha mãe acabou falecendo com isquemia cerebral, isso tirou meu chão, acabou com os meus sonhos, pois tudo que eu imaginava era vencer no futebol para ajudar a minha família, sem minha mãe. Naquele momento, nada mais tinha graça e valor para mim. Essa perda desestabilizou minha família. Meu pai e meu irmão também ficaram muito abalados, isso fez com que tudo mudasse, já não tinha mais cabeça para o futebol. Depois desse baque, não quis mais jogar, queria ficar perto do meu pai e do meu irmão. Então decidi começar uma nova caminhada como todo cidadão comum, comecei a trabalhar de carteira assinada. Mas com o passar do tempo, o futebol sempre continuava em minha mente. Com a dor da perda de minha mãe cicatrizada, voltei a sonhar, voltei a jogar, fui para dois clubes, um no Rio Grande do Sul e outro em São Paulo, mas, como não cumpriram o combinado em relação a questões salarias, acabei voltando e decidi de uma vez por todas a voltar a trabalhar fichado ou as vezes de bico.Foi assim que comecei a construir minha vida e minha família. Hoje sou casado e tenho uma filha (Beatriz) de 4 anos e um filho (Enzo) de 3 anos. estevanMesmo casado, o futebol nunca sai de meus sonhos. Eu sei que no futebol posso ter uma chance para realizar meus sonhos e cuidar dos meus bens maiores, meus filhos e minha esposa. Mas uma coisa que minha mãe sempre me dizia, e que levo para mim por toda minha vida: – “Deus faz tudo na hora certa, no fim, tudo dá certo, se não deu certo, é porque ainda não é o fim”. E foi assim, do nada, que apareceu uma oportunidade única na minha vida. Uma oportunidade que eu nunca tinha tido em vários anos de luta. Essa oportunidade foi me dada pelo meu amigo (Giovanni) que, junto com senhor Jorge e seu irmão Giorge, no Projeto Talentos10, me propiciaram novamente uma oportunidade de sonhar em um futuro melhor para meus filhos. Me deram a oportunidade de voltar a ser um jogador profissional. No início, tive receio de aceitar, tinha medo, pois já tinha estabilidade em meu serviço. Mas logo parei e lembrei do meu início, das coisas que minha mãe fez para que eu pudesse ser um jogador de futebol e fosse capaz de proporcionar à minha família uma vida melhor e ao mesmo conseguisse vencer no futebol, isso tudo fez com que eu voltasse a sonhar.E hoje após 4 meses de retorno aos Talentos 10, estou muito feliz, estou me realizando profissionalmente e ainda tenho grandes sonhos, jogar em um grande clube, tenho potencial e sei que apresento um futebol de grandes qualidades.Minha família também está feliz. Pois agora sim tenho a oportunidade de fazer o eu quero para ganhar a vida! Tenho mais tempo com eles. Só tenho que agradecer primeiramente a Deus, depois à minha família e ao Talentos 10 por ter me dado essa chance de ouro que, na medida do possível, nos das condições para podermos demonstrar meu futebol.Mas para que realmente eu possa apresentar o meu melhor futebol, preciso de um grande clube que possua uma estrutura que possa tirar o máximo de mim, de minha capacidade, de minhas qualidades. Assim, peço a sua ajuda para que possamos realizar nossos sonhos, meus, dos meus companheiros e da mina filha Beatriz e do meu filho Enzo, muito obrigado, que Deus te abençoe.

Para Maiores Informações entre em contato conosco através do Formulário abaixo:


Pesquisar

Siga-me no Twitter